28.12.09

2009

Um disco: Morrissey - "Years of Refusal"
Uma música: Beirut - "The Concubine"
Um vídeo: The Pinker Tones - "Fugaz"
Um espectáculo: Manuel João Vieira - "O Artista Português....."
Um filme: "Inglourious Basterds"
Uma banhada: "Synecdoche New York"
Uma gaja: Mélanie Laurent
Outra gaja: Lily Allen
Uma frase: "O Pacheco Pereira não se pode comportar aqui como o dono do programa, está a perceber?" (Quadratura do Círculo, Dezembro)

27.12.09

Na noite de Natal passou na tv o filme "Transformers"

Quer dizer, tanta coisa com a família e as crianças e depois escolhem essa data para passar um filme daquele género. Eu mudei logo de canal. Antes que aparecesse a Belle Dominique no ecrã.

15.12.09

Copenhaga

Não há dúvida que esta é a melhor altura do ano para sensibilizar alguém para as questões do aquecimento do planeta.

14.12.09

Precário

A minha vida amorosa confunde-se com a minha vida profissional: ora a recibos verdes, ora a trabalho temporário, ora desempregado.

13.12.09

Natal dos Hospitais

Tenho uma sugestão para dinamizar o programa. Introduzir uma alternativa ao desfile de cantores populares durante uma tarde inteira. Proponho que selecionem meia dúzia de grávidas, apliquem a vacina contra a gripe A e depois abram uma linha telefónica para os espectadores votarem em qual delas chega ao fim do programa ainda com o puto na barriga. O dinheiro das chamadas revertia para as instituições. Pronto é isto.

9.12.09

Mundial 2010

Existisse justiça no futebol e as equipas asiáticas acabavam sempre expulsas por acumulação de amarelos.

5.12.09

É por estas e por outras que nunca terei 400 amigos no Facebook

Estou a pensar em arranjar emprego numa área em que seja útil a pessoas com necessidades especiais. Empregado num restaurante vegetariano, por exemplo.

3.12.09

* pessoa que perde completa ou parcialmente a consciência, não tem reações nervosas, ou reage pouco ou nada a estímulos externos.

O treinador do Nacional está em coma. Não percebo tanto alarido. Aparentemente o do Belenenses também e ainda não deixou de ir trabalhar por causa disso.

* Wikipedia.

28.11.09

This is it

Quando começarem aqueles balanços do ano, vou escolher o Michael Jackson para Melhor Artista Plástico.

23.11.09

Oliveirense

O amor é como a Taça de Portugal. Não me refiro à parte dos mais fracos surpreenderem os mais fortes. Estou mesmo a falar dos jogos que nem chegam a disputar-se por falta de condições.

22.11.09

Smells like teen spirit

Um anúncio radiofónico de uma instituição bancária tem como slogan "já fizeste play à tua vida"? O alvo é o público juvenil. Mal sabem os catraios que não vai demorar muito até andarem à procura do botão de fast forward para ver se chegam a uma parte interessante.

19.11.09

Somos todos Irlandeses


"They're all probably clapping hands, Platini sitting up there on the phone to Sepp Blatter, probably texting each other, delighted with the result.

Robbie Keane no The Guardian após o França-Irlanda decidido no prolongamento com um golo que a imagem esclarece. Aproveito a ocasião para sugerir aos jornalistas que ontem comentavam o jogo de Portugal, lançando a cada dez minutos criticas à FIFA pelas condições do estádio, um dos motivos válidos para ter acontecido algum desleixo na inspecção. Estavam muito ocupados a descobrir uma forma de colocar Portugal e França no Mundial a qualquer custo. Mas aparentemente aquele acto circense que foi a criação dos "cabeças de série" não foi suficiente.

17.11.09

O Queiroz disse que a selecção adoptou o tema dos Black Eyed Peas para estes jogos

Uma música que entre outras coisas refere "fill up my cup", "drink" ou "look at her dancing move it move it". Esta malta não andou à procura de um hino que servisse de motivação. Quiseram foi recordar os estágios com o António Oliveira.

15.11.09

Waste Management

Ontem alguém dizia-me que o mais próximo que temos de um Tony Soprano é o Manuel Godinho. Percebo a comparação mas está longe da realidade. Embora seja verdade que andavam ambos dedicados à gestão de resíduos, o outro não só tinha mais estilo como sabia que determinados assuntos eram para tratar na cabine telefónica.

13.11.09

O Morrissey no MP3 pode prejudicar a sua saúde e a dos que o rodeiam

In my life
Why do I smile
At people who I'd much rather kick in the eye ?

"Heaven Knows i´m Miserable Know", The Smiths.

12.11.09

Se a Maya diz é capaz de ser verdade

Fiquei preocupado depois de ver o trailer do 2012. Sobretudo porque o meu carro não tem seguro contra todos os riscos.

11.11.09

Enke

Vinte e tal colegas de equipa, um treinador, um adjunto, o treinador de guarda-redes, um preparador físico, uma equipa médica, um roupeiro, um director desportivo, um presidente e, calculo eu, um psicólogo. Ninguém reparou que a estrela planeava acabar com a vida. É reconfortante saber que não estamos sozinhos nesta merda.

9.11.09

Director´s Cut


Em "The Wrestler" a maior crueldade não está na passagem do tempo pelo lutador profissional. Encontra-se na cena em que um grupo de jovens recusa uma lap dance da Marisa Tomei, ridicularizando-a devido à idade. Por mim o filme começava neste ponto. A história partia daqui. Surgindo o George Costanza de metralhadora em punho assassinando um por um com requintes de malvadez. Recusaria obviamente o tradicional beijo com que é recompensado o herói. "Well, Marisa. See, the thing is... I'm sort of engaged"

7.11.09

Citando

"Ter sentido de humor é cada um rir-se de si próprio, sem a ajuda ou presença de mais ninguém. Não é um exercicio que se faz para divertir os outros - não dá trabalho. É um reflexo incontrolável perante os acidentes da vida que tem uma recompensa muito maior do que o divertimento dos outros. A recompensa do humor é acompanhar (e reduzir um bocadinho) o nosso sofrimento com uma visão externa do ridículo ou irónico do que nos aconteceu. O azar tem graça. A injustiça também. Quanto maiores forem, mais graça têm. Dizer "olha que sorte..." quando nos acontece uma coisa má e saber medir o azar e calcular a improbabilidade é ter sentido de humor. (...) Ter sentido de humor é uma pessoa sorrir e rir-se sozinha, com uma secreta admiração pelo Deus da pouca sorte e da desgraça. Por exemplo, "Dá Deus nozes a quem não tem dentes" não deveria ser um lamento. É engraçado. Esta injustiça perversa tem graça por ter uma frívola justiça no meio. Quem tem dentes, tem sorte de ter dentes. Quem tem o azar de não ter dentes, tem nozes. Mais vale ser-se um desdentado com nozes do que um desdentado sem nozes. As nozes não só se podem vender e trocar mas, sobretudo, servem para exasperar a malta que tem a sorte de ter dentes. É uma vingançazinha e isso tem sempre graça."

Miguel Esteves Cardoso, hoje, no suplemento "Nós Humoristas" do "i".

5.11.09

O mecânico diz que o meu carro tem um problema com as pastilhas

Foram más companhias certamente. Eu sabia que não o devia ter deixado estacionado um fim-de-semana inteiro ao lado daquele Ibiza todo kitado.

3.11.09

The José Sócrates Show

Hoje muita gente falou sobre o Programa do Governo. Não sei, não vejo muita televisão.

31.10.09

O Belém tem o mesmo problema que o meu serviço de net: precisa de uma equipa técnica *


O ponto conquistado ontem no dragão podia ser motivo de satisfação. Não fosse o facto de ser impossível disfarçar a péssima qualidade do futebol que aquela malta pratica. E nem pode dizer-se que os artistas sentiram o peso do adversário. A exibição foi apenas a repetição daquilo que já tinha sido visto perante colossos da categoria de um Olhanense, Oriental ou Gil Vicente. Como escrevia hoje o i: no Belenenses até os lançamentos de linha lateral são executados para trás. A questão é que eu, sujeito que geralmente responde à questão "de que clube é que és" com um elucidativo "adepto ligeiramente fanático do Belenenses", não resiste a voltar, quinzenalmente, a assistir aos espectáculos deprimentes que exibem aqueles indivíduos a quem é concedida a honra de vestirem a camisola azul. Não é coisa que consiga explicar. O Nick Hornby também não. Mas ao menos faz-me sentir que não estou sozinho neste mal que me aflige: "Poucos de nós escolhemos os nossos clubes, eles foram-nos pura e simplesmente apresentados; e quando eles descem da segunda para a terceira divisão, ou vendem os seus melhores jogadores, ou compram jogadores que sabemos perfeitamente que não jogam nada, ou passam a bola pela enésima vez a um avançado centro que falha golos a 3 metros da baliza, limitamo-nos a praguejar, vamos para casa, passamos quinze dias preocupados e voltamos a sofrer outra vez". Para a semana com o Paços, no sitio do costume.

* Desabafo de um simpatizante, adaptado para título deste post.
** Imagem via Belenenses Ilustrado.

29.10.09

Caim matou Abel?

Não sei. Mas conheço vários sportinguistas que não se importavam de o fazer.

27.10.09

Perfil

gay stuff. disco. bored people. a poorly executed fist-fight. sandwiches without too much meat and stuff on them. records that you used to hate but are kind of cool now that you heard them again years later at your friend's house. hipster nonsense. midrange, and not so much bass-and-treble. an engine that needs the timing looked at and is running at capacity. a band.

Os LCD Soundsystem no myspace onde está em escuta o novíssimo Bye Bye Bayou.

Sócrates tentou coligar-se com vários partidos mas não foi bem sucedido

Andamos todos ao mesmo, meu caro. Julgo que o problema está nos encontros que aceitamos para fingir que gostamos muito de dialogar. Ouvi dizer que essa malta nunca passa de amigo. Da próxima vez experimenta ser mais directo e sem rodeios: "como é, bora coligar"? Podes levar uma bofetada, mas ao menos poupas o dinheiro dos jantares.

26.10.09

Sempre defendi que "Uma Aventura no Bosque" tinha potencial cinematográfico a explorar

A Isabel Alçada é a nova Ministra da Educação. É desconfiar dela. A colecção "Uma Aventura" é basicamente uma fraude. Um gajo ouve dizer que aquilo envolve duas gémeas, três rapazes, dois cães e em vários episódios elas acabarem feitas prisioneiras num barracão qualquer por meia dúzia de matulões. Depois vai-se a ver e de gang bang nada.

19.10.09

Há quase um ano que uso lentes de contacto

Allan: I can't do it. How does it look? I invite her over and then come on like a sex degenerate. What am I, a rapist?
Bogart: Your getting carried away. You think too much. Just do it.
Allan: We're platonic friends. I can't spoil that by coming on. She'll slap my face.
Bogart: Oh, I've had my face slapped plenty of times.
Allan: Yeah, but your glasses don't go flying across the room.

Play It Again, Sam (1972)

16.10.09

O Maradona pode não ser grande treinador, mas tem uma vozinha de rouxinol

Em escuta ali ao lado o tema "La Mano de Dios", interpretado pelo próprio Maradona no documentário realizado por Kusturica. Porque afinal o homem sempre marcará presença na África do Sul....e até nem precisou de playoffs: "Que la sigan chupando".

15.10.09

"Eu amo Portugau"

Não fiquei incomodado com o vídeo da Maitê Proença e considero exagerado o impacto que teve. É aliás muito curiosa esta preocupação que agora surge com a forma como somos olhados do outro lado do Atlântico. Sobretudo se tivermos em conta que para o ano, quando a trupe brasileira do Rock in Rio vier mais uma vez aqui "à terrinha" vender o seu mundo melhor, os mesmos que criticam a Maitê Proença e a forma como ela descreveu os portugueses vão estar no meio da multidão a bailar o pôera levantou pôera. Provavelmente a comentar com o colega do lado "eles é que são um povo com vida". Parece que o "evento" até já está a ser antecipado por um canal de televisão onde o programa destinado a encontrar o "ídolo" de Portugal tem entre o júri.....uma brasileira. A questão é que eles não andam pelas ruas com cameraman. O que dizem fica apenas pela mesa do jantar. Por um mundo melhorzinho, as melhoras.

13.10.09

Música que faz bem aos olhos



Em verdade vos digo, este blogue podia existir apenas com o novo vídeo da Natalie Imbruglia em repeat.

12.10.09

É só mais uma coisa e páro já com isto das autárquicas

Escutei uns analistas afirmarem que "o PS levou uma grande porrada em Sintra". Deve ter viajado de comboio. Conheço outras pessoas a quem aconteceu o mesmo. O meu conselho é sempre igual: dêem logo o telemóvel e não ofereçam resistência.

A sério que eu não queria falar sobre as autárquicas

O Santana Lopes não esclareceu se vai ocupar o lugar de vereador. Cá para mim está a fazer-se aos anúncios do BES: "onde vou estar daqui a seis meses"?

Lx

Não era minha intenção vir para aqui comentar as autárquicas. Mas tenho uns tópicos sobre o assunto. Em primeiro confessar que fiquei surpreendido com a declaração de Santana Lopes quando, ao agradecer ao seu staff, destacou o Dr. Pedro Granger. É que juro-vos que o tipo é a cara chapada daquele actor das novelas da TVI. Afinal é apenas mais um licenciado qualquer. Em segundo, registar as constantes interrupções para directos a acompanhar Santana Lopes de cada vez que lembrava-se de sair da sede de campanha e andar rua acima rua abaixo com uma multidão de microfones e câmeras à sua volta. Ninguém me tira da cabeça que ele tinha tudo aquilo planeado. Uma vingança à SIC por aquele episódio do Mourinho. "Ai querem interromper emissões, então hoje vou andar aqui a passear sem dizer nada". Por último, e fora de Lisboa, destaco um pormenor interessante. A malta do CDS que agita as suas bandeiras enquanto tudo à sua volta grita JSD. Faz lembrar os tempos da escola preparatória em que jogava à bola com os colegas no recreio. Normalmente chegavam os grandes e expulsavam-nos do campo. Mas depois faziam as contas e acabava sempre por faltar um ou outro jogador. Viravam-se então para nós e diziam: podem entrar dois mas fiquem ali na defesa e não atrapalhem. E a malta lá ía toda contente. Visto à distância era um comportamento subserviente e estúpido. Não sei se me estou a fazer entender.

6.10.09

Spam

Não percebo as pessoas que frequentam cursos de flash. Os de super-homem devem ser bem mais interessantes.

25.9.09

O The Sock Gap aconselha

Se chegou ao último dia de campanha e ainda não decidiu em quem votar também não será o dia de reflexão que o vai ajudar. Domingo fique em casa em vez de ir para lá fazer merda.

22.9.09

14.9.09

Os partidos têm a partir de hoje 15 dias para convencer os portugueses

Desejo-lhes boa sorte que a tarefa não é fácil. Eu ando em campanha faz tempo e nem por isso tenho conquistado muito eleitorado.

13.9.09

Comentário isento e imparcial sobre o jogo desta tarde

Caralhos os fodam. Hoje os sujeitos de vermelho venceram por 4-0 de forma absolutamente inquestionável. O que não implica, contudo, fechar os olhos ao facto de dois golos terem sido marcados em posição de fora de jogo. O que me leva a observar que o exterminador, embora não o admita, por vezes tem um ajudante de apito na boca. Não deixa de ser curioso que já vi Jesus de muitas formas mas ao colo de um árbitro é a primeira. Esta vitória que sublinho inquestionável e justa foi a coisa mais natural do mundo. Em campo estava uma equipa cujo orçamento ultrapassou os 25 milhões de euros e outra que chegou aos 3.5 milhões. Curiosamente, os azuis entraram em campo com oito jogadores portugueses, dos quais quatro formados no clube, enquanto do outro lado entraram três portugueses dos quais dois formados......em Belém. É apenas um pormenor. Que tenho cá a impressão que se acontecesse ao contrário, ou seja fosse a colectividade do Colombo a ter esta representação lusa, e já a coisa era tema para ser tratado de forma diferente. Mas prosseguindo. Vi a festarola da malta de vermelho que gritava a plenos pulmões Campeões. Isto após quatro jornadas em que a equipa empatou em casa com o Marítimo e venceu em Guimarães não sabe bem como. Pelo meio ainda perdeu com uns ucranianos. Honestamente não fico surpreendido com estas demonstrações de fé. Afinal são os mesmos adeptos que um dia olharam para o Vale e Azevedo e disseram em maioria: aqui está um bom presidente para o meu clube.

12.9.09

9.9.09

Try again

Há uma discoteca em Lisboa onde por regra o meu cartão Multibanco não funciona. Por mais tentativas que faça o resultado é sempre "operação não autorizada". O que no fundo não deixa de ser uma excelente metáfora para as minhas noites de Sábado.

7.9.09

A selecção do Queiroz é como um indivíduo sem jeito para o engate

Ataca, ataca, ataca, quase sempre sem plano definido, sugerindo habilidade naquilo que se designa por criação de iniciativas de cariz ofensivo. Até que surge o adversário e em uma ou duas tentativas consegue o êxito. Vai para casa a pensar que talvez seja melhor mudar de táctica. Acaba a reconhecer que provavelmente terá mesmo de recorrer a uma brasileira.

6.9.09

Sócio

A edição de Sábado do i apresentou uma lista dos melhores locais para praticar jogging em Lisboa. Faltou-lhe um: a Buraca. Sugiro deslocarem-se até lá com mp3 e ténis de marca e vão ver que motivação para correr não vai faltar.

23.8.09

O Street View só funciona para Lisboa e Porto

O que é uma tristeza, pois a mim quem me tira a imagem de um fim de tarde no Cacém tira-me tudo.

19.8.09

Novas Oportunidades

Os Bloc Party prometiam muito. Depois foram cansando e desiludindo até ao dia em que os convidei a sair do MP3, que o espaço é razoável mas não gosto de ter a casa cheia. Acontece que há cerca de uma semana lançaram o novo single "One More Chance". E voltaram a ter a porta aberta. Afinal cabe sempre mais um. Fica em escuta ali ao lado.

17.8.09

Na política, assim como no futebol, existe sempre quem não entre nos planos do treinador

E apesar de terem contrato com o clube o mister não os inscreve na nova época e eles por ali ficam a treinar à parte dos restantes colegas, para não perder ritmo. Geralmente com uma de duas opções: ou rescindem amigavelmente para arranjar colocação em outro lado ou esperam que as primeiras derrotas resultem numa chicotada psicológica e quem vier a seguir os volte a chamar. Neste contexto o Pedro Passos Coelho é uma espécie de Adriano da política. Só se espera que no PSD não se adoptem soluções que alegadamente são utilizadas em outras paragens quando o objectivo é "ajudar" o jogador a decidir.

30.7.09

Speed-dating (II)

Em raves tenham cautela com as miúdas que vos abordam e perguntam "queres meter alguma coisa"? É que normalmente estão apenas a referir-se a droga. Não criem falsas expectativas.

29.7.09

Ando a pôr o cinema em dia

Ontem vi "A Troca". Filme interessante. Cá para mim foi ela que matou o puto. O que lhe faltou foi umas lambadas bem metidas que ela acabava por confessar. Não sei o que pensam sobre isso. Era um debate possível.

22.7.09

É nestas alturas que penso estar a passar ao lado de uma grande carreira

Se trabalhasse para a Renault criava uma série Fox para a Megane. Seria um sucesso de vendas. Qual era o homem que não gostava de ter uma Megane Fox na garagem?

16.7.09

Show me the cameras

No concurso "Balls of Steel", transmitido na SIC Radical com o curioso nome de "Homens Temporariamente Sós", que ganha ainda mais sentido se tivermos em conta que no dito participam também mulheres, os concorrentes são desafiados a sair à rua e criarem situações reveladoras de alguma coragem ou ousadia. No único episódio que vi destacou-se uma jovem concorrente que decidiu sentar-se a uma mesa de um bar, meter conversa com um homem, convidá-lo a juntar-se a ela e, ao fim de meia dúzia de frases trocadas, convidá-lo a acompanhá-la a uma festa. Perante a resposta afirmativa a rapariga pede apenas um minuto para ir à casa de banho antes de sairem. Neste momento, ao levantar-se, finge uma deficiência nas pernas que a coloca muito próxima do Ministry of Silly Walks dos Monty Python. Aqui reside a natureza da prova: saber se o homem age como um cavalheiro e aceita na mesma sair com a rapariga ou aproveita a ausência dela na casa de banho para se pôr na alheta. É uma situação complicada para o homem e de certa forma lança a dúvida sobre o concurso: afinal quem está na posição de revelar coragem é a "vítima" e não tanto a concorrente. Perguntam-me o que faria se fosse comigo e a resposta não podia ser mais simples. Eu nunca estaria colocado perante uma situação daquele género. Até porque se alguma mulher metesse conversa comigo num bar, dissesse que achava-me giro e convidasse a sair com ela eu perguntaria imediatamente se era para os apanhados.

1.7.09

Lily

Em verdade vos digo não sei a razão de não existir mais gente a falar da Lily Allen. E não estou a referir-me à vertente artística da coisa. Já era tempo de deixar de ser vista como "uma gaja toda fodida" para passar a ser vista como uma gaja que apetece foder. Introduzi-la na “agenda” de blogues e demais plataformas. Mas inexplicavelmente, e recorrendo a estudos por mim levados a cabo recentemente, um deles envolvendo até um paneleiro, a rapariga parece não produzir grandes efeitos na comunidade masculina. O que é uma injustiça. Peçam-me para fazer um top five das gajas boas da música britânica e eu enfio a Lily Allen num lugar de pódio. À frente daquela gaja dos Ting Tings de que toda a gente fala mas que eu ainda não percebi bem porquê. Só mesmo ela poderá arrastar-me, em meados de Agosto, para o pior cartaz de sempre de um festival de verão que é aquilo que o Sudoeste decidiu apresentar este ano. Mesmo que a história recente das suas performances aconselhe prudência nas expectativas. Em escuta ali ao lado fica “It´s Not Fair”. Pois não, Lily, pois não.

29.6.09

Que viva la noche

What happens in Corunha, stays in Corunha.

Prevenção rodoviária

Transmite alguma tranquilidade fazer uma viagem de dez horas num autocarro e ver que o filme escolhido para passar nos ecrãs chama-se "Fast and Furious".

25.6.09

Tottenham

Ken: It's Judgment Day, you know?
Ray: No. What's that then?
Ken: Well, it's, you know, the final day on Earth, when mankind will be judged for the crimes they've committed and that.
Ray: Oh. And see who gets into heaven and who gets into hell and all that.
Ken: Yeah. And what's the other place?
Ray: Purgatory.
Ken: Purgatory... what's that?
Ray: Purgatory's kind of like the in-betweeny one. You weren't really shit, but you weren't all that great either. Like Tottenham.
Ray: Do you believe in all that stuff, Ken?
Ken: About Tottenham?

"In Bruges" (2008)

15.6.09

No fundo gostaria apenas de corrigir aqui um aspecto

There's a difference between a failure and a fiasco. A failure is merely the absence of success. Any fool can achieve failure. But a fiasco, a fiasco is a disaster of epic propotions. A fiasco is a folk tale told to other's to make other people feel more alive because it didn't happen to them.

Elizabethtown (2005)

14.6.09

Quase

No espaço de apenas quatro dias passei do sucesso para o fracasso. Em linguagem popular diz-se que tive o pássaro na mão e deixei-o fugir. Prefiro a sabedoria Costanza: "people this stupid shouldn't be allowed to live".

5.6.09

Não vou para lado nenhum esta semana, mas se estiver muito tempo sem postar até dá ideia que tenho uma vida interessante



Entretanto deixo-vos entregues aos The Pinker Tones, um sujeitos de Barcelona que fazem-me perder argumentos na tese de que a música que vem de Espanha é toda uma merda.

1.6.09

Desde que aqui há dias falaram comigo sobre o tópico "sabe esta crise" que ando com tempo a mais

O que vai permitindo a reflexão sobre temas vários e certamente do interesse da estimada audiência. Como as Europeias. Tenho andado atento à campanha e acompanhado as propostas. Gostei do Rangel sugerir um Erasmus para o primeiro emprego, embora em boa verdade, e tendo em conta o espírito do Erasmus, talvez fosse mais interessante um Erasmus para o desemprego. Juntava-se os desempregados daqui e já que não estão a fazer nada na vida mandava-se para a República Checa. Partilhavam experiências ou lá o que se faz naqueles programas e libertavam um bocado os cafés que já chateia de os ver ali o dia todo a fumar, beber imperiais e mandar tabefes nas crianças. Fossem russos e ainda abriam telejornais. Já o CDS parece um partido um bocado chato. Não brincam aos Impostos, aos Polícias, aos Bancos e aos Políticos. Está bem de ver que não se pode contar com aquela malta para a pândega. Vá lá que gostam de brincar à populaça. Ir a feiras, comer caldo verde e assim. No Bloco de Esquerda noto a ausência de debate em torno de uma questão importante. Quem é a Marisa Matias e porque é que estas moças giras do Bloco apenas aparecem quando uma desaparece. Por último estou absolutamente maravilhado com o Tempo de Antena do PPM. Um cavalheiro com aspecto de vendedor da teleshop afirma que o partido não é só para monárquicos mas também "para você que anda de autocarro e não sabe que também pode ser monárquico". Pelo sim pelo não já cortei com a Carris. É que com a Saúde não se brinca.

31.5.09

Dobradinha

Na final da Taça de Portugal o melhor espectáculo aconteceu na tribuna presidencial, onde sentou-se Pinto da Costa, condenado no processo "Apito Final" com dois anos de suspensão por tentativa de corrupção e próximo dele Valentim Loureiro. No meio de tudo isto estava o Presidente da República e o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol. Tudo sorrisos e apertos de mão. Tá giro sim senhor.

27.5.09

"Não andamos a brincar aos Polícias"

Calculo que esteja fora de hipótese tocar o "Outside" do George Michael nos comícios do CDS.

21.5.09

Um cartaz nas Finanças avisa que "facturar faz o país avançar"

Como se não fosse suficiente lidar com o fracasso das minhas investidas agora tenho também as acusações de falta de patriotismo.

18.5.09

Semana Académica

Alerto para o facto de durante esta semana a cidade encher-se de pessoas trajadas e armadas. Trata-se sobretudo de gente armada em parva, mas de qualquer forma acho que a Polícia devia por ordem nisso.

15.5.09

Não sei se a PJ já escutou a música deste ano do Pirilampo Mágico

Vem Pirilampo, vem ter comigo
Vem Pirilampo, sou teu amigo
Não, não fujas de mim
Só quero estar ao pé de ti

13.5.09

Perdidos e achados

Estão em exposição no Rossio diversos objectos que uma equipa resgatou do Titanic. Mas se um gajo se esquecer do guarda-chuva num cacilheiro nunca mais o vê.

6.5.09

Disse-me que era vegetariana e adorava seitã

A noite acabou logo ali. A parte dos legumes não me fez confusão, mas adoradores do diabo está fora de hipótese.

4.5.09

Porquê margarina?

A publicidade na TV mostra a Adelaide de Sousa a dizer que o Nuno Delgado explica. Mas aqui há uns anos o Marlon Brando já tinha dado umas luzes sobre o assunto.

30.4.09

Há quem diga que é preciso um novo 25 de Abril

O problema é que tendo em conta as músicas que passam hoje em dia nas rádios arriscávamo-nos a ter o André Sardet como senha. E não seria muito simpático ver militares a partirem nos chaimites ao som de "Foi Feitiço".

29.4.09

E aterrar em Lisboa com um chapéu mexicano nos cornos não é sinal de grande saúde

Desconfio de quem afirma ser fácil controlar a gripe suina. Afinal já passou quase um ano e ainda ninguém controlou a epidemia de Mamma Mia.

23.4.09

Sr. Eng

O novo álbum dos Xutos e Pontapés apresenta um tema que consiste, alegadamente, numa crítica ao primeiro-ministro. Mas olhando para o estado da oposição parece-me que esta é que era uma boa altura para cantar "ai se ele cai".

22.4.09

Eurovisão

Parece que devemos todos apoiar a continuidade de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia por uma questão de patriotismo. É mais ou menos como torcer pelos clubes portugueses em provas europeias, mesmo que durante o resto do ano prevaleçam os insultos. Mas sucede que o Durão não dá pontos para o ranking.

12.4.09

Retomaremos a emissão assim que possível

Quando o PC não tem juízo
E deixa de funcionar quando é preciso
O blogue é que paga
O blogue é que paga

8.4.09

Cantigas

Pediu desculpa pela resposta tardia justificando que os últimos dias foram canticos. Depois corrigiu para caóticos. A primeira hipótese convenceu-me mais. Fiquei mesmo com a impressão que me estava a dar música.

1.4.09

Sou um desgraçado de um ignorante

Uma realidade com a qual tenho de viver diriamente. Por exemplo na minha relação com o universo das revistas masculinas. A FHM apresentou na capa Bárbara Taborda, adiantando tratar-se da relações públicas "mais famosa de Portugal". Já a Playboy decidiu convidar Mónica Sofia para a primeira edição. Se no primeiro caso não sabia de quem se tratava, e depois de ler a entrevista fiquei não só sem saber de quem se trata como também com dúvidas sobre qual é na verdade a sua ocupação profissional, o segundo caso é diferente. Fiquei a saber que a Mónica Sofia integrou uma daquelas girls-band que duraram duas semanas. Ao contrário de outras Playboys no mundo, que decidem apostar forte na escolha da senhora a mercer honras de primeira capa, em Portugal parece ter sido adoptada uma estratégia diferente mas interessante. Começa-se por baixo. Do género damos agora a Mónica Sofia para abrir o apetite. Vá comprando as próximas edições e pode ser que numa delas apareça alguém que seja famosa para além dos limites do seu bairro. Está certo.

20.3.09

Leituras

Fascículos de besugo: 1, 2, 3 e 4.

Foi censurado um anúncio da Antena 1 por, alegadamente, ser "um ataque ao sindicalismo"

Trata-se deste aqui. Aceito a polémica em torno da questão. Mas sugeria à Antena 1, assim em jeito de retaliação, que bloqueasse o acesso aos fóruns da manhã a gente que se identifica como funcionário público e que pretende comentar o sorteio da Liga dos Campeões, como aconteceu hoje com três ouvintes seguidos. Poderá ser invocado o princípio do "vai mas é trabalhar".

Há quatro anos o Jorge Coelho afirmou "quem se meter com o PS leva"

A julgar pelas "campanhas negras" já deu para perceber que pelos vistos ninguém o leva a sério. Não terá grande sucesso numa carreira de gangster.

12.3.09

"Think we're gonna have intercourse tonight?"



Everything You Always Wanted to Know About Sex (But Were Afraid to Ask) - "What Happens During Ejaculation?"

10.3.09

O maravilhoso mundo do futebol português



Parece que a liga portuguesa, sempre disposta a inovar, decidiu que a próxima época deveria incluir alguma batota como forma de ajudar, coitados, os já de si pouco beneficiados "três grandes". Assim, surge a proposta de impedir a realização de derbys nas quatro primeiras jornadas ou clássicos em jornadas consecutivas. O que basicamente introduz um dado novo ao conceito de sorteio. Supostamente um sorteio seria uma questão de sorte ou azar. Agora a liga decide alterar isso para instituir que alguns clubes não podem ter um calendário difícil no arranque da época. Os outros, que provavelmente até gostariam de começar o campeonato pelos jogos mais acessíveis, como forma de cimentar um plantel em construção e dar tempo aos reforços para se ambientarem, podem jogar com os chamados "grandes" logo no arranque que à liga isso pouco importa. É uma intromissão clara nas regras do jogo e uma alteração muito séria aquilo que deveria ser o princípio base da competição: Condições iguais para todos e no fim que ganhe o melhor. Mas há mais. Concentremo-nos, por exemplo, no entendimento (vale sempre a pena recordar que foi esta liga que decidiu dar uma interpretação muito própria à expressão goal-average) daquilo que são derbys ou clássicos. É que a julgar por aquilo a que sempre foram associadas as citadas expressões, então vou chegar à conclusão que o Belenenses não pode defrontar o Sporting e Benfica nas quatro primeiras jornadas e não pode realizar-se, por exemplo, um Belenenses – Académica seguido de um Belenenses – Porto. Pois no primeiro caso tratam-se de jogos entre clubes da mesma cidade e com uma rivalidade associada (derbys) e no segundo estão em causa clássicos do futebol português. Obviamente que não é isto que a liga tem em mente. O que é proposto é que os "três grandes" não possam defrontar-se nas quatro jornadas iniciais nem em jornadas consecutivas. Existe ainda outro aspecto particularmente curioso. Há mais uma medida que defende "intercalar de jogos em algumas regiões para evitar congestionamento". Assim a liga defende que em Lisboa quando o Benfica joga em casa o Sporting tem necessariamente de jogar fora. E vice-versa. Mas não existe mais nenhum clube em Lisboa? Ou o Belenenses já baixou de divisão apesar de ainda faltarem nove jornadas? O mais curioso no meio disto tudo é não se terem escutado imediatamente vozes discordantes dos restantes clubes que não os "três". Espero que isso chegue na altura da votação em assembleia. A menos que achem piada ao papel de palhaços no circo que é o futebol cá do burgo. Ontem, num programa de rádio, escutei um expert do futebol aplaudir as iniciativas, adiantando que deveria reduzir-se o número de clubes para – vou citar – "tornar o futebol português mais competitivo", adiantando como exemplo o campeonato escocês no qual apenas competem doze emblemas na liga principal. Ora tendo em conta que na Escócia ora ganha o Celtic, ora ganha o Rangers, onde é que está a puta da competitividade nesse campeonato, caralho? A sério, eu qualquer dia passo-me.

Twitter

Com os cumprimentos de Jon Stewart e companhia.

(Via Bomba Inteligente).

9.3.09

Há quem acuse o Governo de facilitismo no que respeita à Educação

Um dos exemplos mais referidos é o Curso de Jogador de Futebol, promovido pelo IEFP, que confere equivalência ao 9º ano. Não concordo com as críticas. Sobretudo se tivermos em conta que acabei de escutar no Domingo Desportivo que determinada equipa "joga num losango hermético".

28.2.09

Citando

"A maioria dos conflitos que conheço começaram por causa de vaginas".

Ricardo Araújo Pereira, ontem, na TSF, a propósito do caso de Braga.

Pedro Passos Coelho afirmou ter lido um livro que afinal não existe

O que é mais comum do que se possa pensar. Nos meus tempos de Escola Secundária também afirmei por diversas vezes que tinha lido obras que não existiam. Pelo menos no espaço físico da minha casa.

18.2.09

Gosto de Lisboa também pelas suas paisagens campestres *


Pelo menos a julgar aqui pelo bairro, que fica a 20 minutos a pé do centro da cidade, e onde dá ideia que só falta a camisa aberta e a franja à frente dos olhos para sentir-me a viver numa espécie de lezíria ribatejana.

* Particularmente dedicado à Raquel, a propósito de "conversa" aqui há tempos numa caixa de comentários.

13.2.09

Morte assistida

Hoje dei o meu carro para abate. Não sei se isso conta para a discussão.

12.2.09

Estas novidades sobre Kobe Bryant provocam-me uma ligeira irritação, mas não se preocupem não é nada de grave



Bryant (30 años y 171 días) superó por sólo 5 días a una leyenda como Wilt Chamberlain. Chamberlain necesitó sólo 606 partidos, mientras que Bryant, que llegó a la NBA directamente del colegio, sin pasar por la universidad, ha disputado 917 partidos con los Lakers para llegar a los 23.000 puntos.

O Kobe Bryant tornou-se no mais jovem atleta da NBA a atingir 23 mil pontos. Cautela com estes recordes. Não vá a nova geração pensar que está em causa algum jogador que seja merecedor de um lugar na galeria dos melhores de sempre. Que é um problema que não existirá certamente em Portugal. Isto porque alguém tratou de matar a modalidade neste país. Hoje em dia é mais provável ver dois putos a jogar xadrez na Escola Secundária do que às voltas com a tabela de basquetebol. Que ainda assim será uma realidade mais provável do que assistir a alguém jogar sueca, outra modalidade em declínio. Mas regressando ao assunto do post, aceito quem defenda que o problema não passe afinal de uma questão geracional. O de ter tido a felicidade de contactar com o basquetebol nos late 80´s / early 90´s, portanto assistir, com a ajuda do Professor João Coutinho e de um serviço público de televisão, a um desfile de talentosos jogadores. Há que reconhecer que a modalidade mudou e que nos tempos que correm o jogo facilita mais este tipo de proezas. Não é isso que está em causa no Kobe Bryant. Mas sim o facto de ainda ninguém ter conseguido transmitir-lhe que existe uma razão para outros quatro indivíduos estarem em campo com uma camisola igual à dele. São da mesma equipa. E parece que, volta e meia, também gostam de tocar na bola.

10.2.09

Love is noise

No amor, assim como no ginásio, por vezes o que faz falta é um personal trainer. Alguém que nos grite "insiste insiste" quando a vontade é parar e desistir a meio.

9.2.09

Evolução da espécie


Parece que se passa não sei o quê com o nariz da Scarlett Johansson. Que alguém jura que existiu ali mão a dar um toque à coisa. E fazem montagens para o comprovar, esquecendo que certos programas digitais ao serviço da fotografia tanto podem arredondar ou encher, como deformar ou esticar. De qualquer forma, e mesmo que tenha existido assunto para conversa, importa questionar onde se encontra o problema. Como se fosse possível um "é toda boa, so é pena aquela operação ao nariz, que nojo". Prefiro saltar e ignorar tudo isso para destacar outro aspecto. O de alguém, com tanto para apreciar na moça em questão, ter decidido concentrar a sua atenção.....no nariz. Vontade de dizer mal e apontar defeitos onde eles quase não existem. Faz lembrar uma amiga aqui há uns anos, enquanto eu andava deslumbrado com a versão virgem e angelical da Britney Spears, que ainda por cima pedia para dar tau tau one more time, dizia-me com ar de repulsa "ela é gorda". Na altura pensei que estava apenas a ser parva. Recentemente percebi que estava era a ver muito à frente do seu tempo. Dotes de visionária.

8.2.09

Eu cá gosto é de malhar na direita

Afirma o Augusto Santos Silva, em linha com a opinião de vários defesas centrais um pouco por todo o mundo.

5.2.09

3.2.09

Em escuta ali ao lado (ou back to the 90´s)

Em 1992 a televisão nacional transmitiu (coisa rara nessa altura) um concerto dos Guns N´Roses ao vivo em Paris. O meu irmão, fã da banda, registou o momento em VHS mas não teve muitas oportunidades para rever a coisa. Certo dia, acidentalmente, acabei a testar as capacidades de resistência do objecto ao deixá-lo cair de uma altura considerável. Coisa, diga-se, que não foi episódio único. Ainda hoje dou por mim a lamentar o trágico destino de uma gravação do primeiro filme de "Superman" que caiu do segundo andar do prédio após uma mal sucedida tentativa de devolver a gravação ao seu dono: o vizinho do lado. Mas regressando aos Guns n´Roses, desde esse dia, com alguma frequência, o meu irmão foi recordando-me do concerto que, graças a mim, se perdeu. Com a tecnologia posso finalmente colocar ponto final na discussão e dizer-lhe "não me chateies o juízo, se queres ver o concerto vai ao You Tube". É lógico que hoje já não é a mesma coisa. Paciência, como diz a canção. Um tema que começa com um assobio, algo que acontecia com alguma frequência no grupo em questão. O que faz do Axl Rose uma espécie de Bob Sinclair dos anos 90.

2.2.09


Juan Antonio: American?
Cristina: I’m Cristina and this is my friend, Vicky.
Juan Antonio: What color are your eyes?
Cristina: Uh…they’re blue.
Juan Antonio: I would like to invite you both to come with me to Oviedo.
Vicky: To come where?
Juan Antonio: To Oviedo. For the weekend. We leave in one hour.
Cristina: What, where is Oviedo?
Juan Antonio: A very short flight.
Vicky: By plane?
Juan Antonio: Mm-hm.
Cristina: What’s in Oviedo?
Juan Antonio: I go to see a sculpture that is very inspiring to me. A very beautiful sculpture. You’ll love it.
Cristina: Oh.
Vicky: Oh, right, you’re asking us to fly to Oviedo and back?
Juan Antonio: We’ll spend the weekend. I mean, I’ll show you around the city and…we’ll eat well, we’ll drink good wine, we’ll make love.
Vicky: Yeah…who exactly is going to, make love?
Juan Antonio: Hopefully, the three of us.
Vicky: Oh, my God.
Juan Antonio: I’ll get your bill.
Vicky: Jesus, this guy, he doesn’t beat around the bush. Look, senor, maybe in a different life.
Juan Antonio: Why not? Life is short. Life is dull. Life is full of pain. And this is a chance for something special.
Vicky: Right, well, who-who exactly are you?
Juan Antonio: I am Juan Antonio. And you are… (to Vicky) …Vicky… (to Cristina) …and you are Cristina. Right? Or is it the other way around?
Cristina: Yeah, that’s right.
Vicky: Yeah, I mean, you know, it could be the other way around because, frankly, it doesn’t matter because either of us will do to keep the bed warm. You know, I get it.
Juan Antonio: Well, you are both so lovely and beautiful.
Vicky: Yeah, thank you, but we do not fly off to make love with whoever invites us to charming little Spanish towns.
Juan Antonio: (to Cristina) Does she always analyze every inspiration until each grain of charm is…uh…como se dice, eh, squeezed out of it.
Cristina: I guess I have to say that, my eyes are green, actually.

1.2.09

Em relação ao post anterior, e mais uma vez lembrando que há vida para além dos três do costume



Partilho com a estimada audiência este senhor, que conta apenas 21 anos de idade, de seu nome Luís Mendes, conhecido nas coisas da bola por Mano. Preferencialmente lateral-direito, mas na verdade um faz tudo na equipa do Belenenses sendo um daqueles casos de "next big thing" do futebol português se vestisse a camisola de um dos "três grandes". Aqueles que fazem a "alegria do povo".

Pelos vistos eu não sou um gajo do povo







28.1.09

A melhor coisa que aconteceu ao programa desde o Cláudio Ramos e o senhor do pato

A Joana Amaral Dias é a nova comentadora do programa "Fátima Lopes". Isto na vida é assim. Formamo-nos em Psicologia, abraçamos uma carreira política, envolvemo-nos numa campanha presidencial e mais dia menos dia chega o momento em que dividimos um programa de televisão com a Maya.

25.1.09

Tenho dedicado as últimas horas a pensar nestes assuntos

Em primeiro lugar parece que há vacas na Praça de Espanha e isso incomoda algumas pessoas. Não percebo. Poderia indicar uma série de outros locais na cidade onde igual cenário pode ser encontrado. A diferença é que ali ninguém pára o carro e abre a janela para perguntar quanto é. De qualquer forma no meio desta cegada toda eu prefiro chamar a atenção para a criatividade da malta que está encarregue da promoção do turismo dos Açores. Basicamente procura passar a seguinte mensagem: "Temos vacas, venham visitar-nos". Meus caros, a Moita também e eu não tenciono ir lá. Outro tema prende-se com os incentivos ao crédito por parte dos bancos. Isso era prender essa canalha. A começar por aquele sujeito que fazia anúncios ao Millenium e cantava aquela música do "pequeno T2 onde podemos viver os dois". Então se é só para viver os dois para que é que precisas de um T2? Um T1 não te chega? É preciso ser lambão? Por último, fiquei a saber que a mais recente edição do Big Brother no Brasil apresenta como inovação os concorrentes viverem numa bolha de vidro dentro de um centro comercial. O pessoal vai visitar o shopping e fica ali a olhar para eles. Parece-me interessante. Proponho apenas umas quantas alterações. Nomeadamente a instalação de um sino que os concorrentes tocariam a troco de moedas. Isso e as expulsões da casa, em vez de serem decididas por voto telefónico, passariam a ocorrer por apedrejamento. A malta ia escolhendo aqueles que não gostava e começava a atirar calhaus. O último a aguentar-se ganhava. Lembrei-me disto agora, se quiserem aproveitar a ideia estejam à vontade que ninguém se vai chatear por causa disso.

21.1.09

Parece incrível mas esqueci-me do aniversário do meu próprio blogue

Foi no passado dia 13 de Janeiro. E se me lembrei foi apenas devido ao Samuel, que é na verdade o tipo responsável por eu andar aqui nestas cobóiadas. O Esse Cavalheiro fez três anos e por isso não foi difícil perceber que este havia de ter feito também. Como ele referiu são três anos aqui, mais três anos noutra casa o que tudo somado já dá idade suficiente para ter direito ao Magalhães. Entretanto aconselho a estimada audiência a ganhar uns minutos nas suas vidas ao escutar o Pessoal e Transmissível de hoje, dia onde Carlos Vaz Marques entrevistou.....Bruno Aleixo. Para ouvir aqui. E depois digam que não faço nada por vocês.

15.1.09

Refira-se que também no amor jogar para o empate pode dar mau resultado

Tempos houve em que jogava para o zero a zero, permanecendo na expectativa e respeitando demasiado o adversário, ficando satisfeito com coisa pouca. Depois mudei de estratégia e passei a jogar para ganhar. Com ambição e muitas vezes utilizando aquilo que em linguagem futebolistica-meteorológica se designa como "pressão alta". Continuei sem vencer. Mas ao menos saio de cabeça erguida, como as equipas do Carlos Queiroz.

7.1.09

Há aqui uma ideia que gostaria de deixar para este ano

Os ABBA são muito bons, o Mamma Mia muito giro, tudo muito bonito sim senhor. Mas já chega, está bem?

6.1.09

Contra factos até podem existir argumentos mas acabam por ser todos um bocado ridículos



A forma de tratamento da comunicação social até pode ter mudado mas a História permanece inalterável por muitos anos que passem. Pela segunda vez esta temporada o Belenenses caiu para o último lugar da classificação. Descer de divisão em 2009 é um cenário provável, algo que a acontecer será a quarta vez em noventa anos de clube. Contrasta com as seis vezes em que ficou no segundo lugar, as 26 vezes entre os três primeiros ou as 35 vezes entre os quatro da frente. Não falando, claro está, das três Taças de Portugal e do título de Campeão Nacional. Em tempos difíceis, e quando poucas demonstrações de grandeza estão ao alcance do clube, ontem acabou por existir uma. A derrota em Braga e os festejos dos adeptos locais como se da conquista de um campeonato se tratasse. Não surpreende. Geralmente é sempre assim quando um clube de expressão nacional perde com um regional. Não querendo, claro está, colocar em causa a grandeza do Braga. Pelo menos na sala de troféus isso deverá ser bem evidente. Até porque com tão pouca coisa para guardar aquilo não será grande, será enorme.

4.1.09

Este ano vamos ter três eleições

A música pimba não andava tão contente desde o dia em que estreou o Big Show Sic.

Primeira piada absolutamente lamentável de 2009

Há umas semanas a RTP convidou para o programa "A Minha Geração" a banda responsável pelo êxito "Walking on Sunshine", chamada Katrina and the Waves. Lá está, é um grupo que não fazia muito sentido convidar para um programa em New Orleans.