27.12.12

2012

Um filme: "Shame", Steve McCqueen
Outro filme: "Shut Up And Play The Hits", Dylan Southern e Will Lovelace
Uma banhada: "Restless", Gus Van Sant
Uma música: "Five Seconds", Twin Shadow
Um álbum: "Confess", Twin Shadow
Um concerto: Stone Roses, Optimus Alive
Uma boa notícia: Morrissey, Cascais Music Festival
Uma tragédia: Morrissey, Cascais Music Festival
Uma gaja: Joanna Kulig
Um gajo: Mario Balotelli
Uma frase: "Não podemos comer bifes todos os dias", Isabel Jonet

26.12.12

25.12.12

Em verdade vos digo

A julgar pelos alinhamentos, nesta altura do ano os noticiários podiam mudar o seu estatuto editorial para "nós é mais bolos".

22.12.12

21.12.12

Em escuta ali ao lado

A antecipar o balanço do ano que será publicado algures na próxima semana em escuta ali ao lado fica a música, o artista e o álbum de 2012.

20.12.12

Sabem aquilo de o Natal ser quando o homem quiser?

É mentira. Se a mulher disser que não é o homem cala-se e não diz mais nada para não arranjar discussão.

18.12.12

Há um tema que lamentavelmente não tenho partilhado vezes suficientes com a estimada audiência



O Belenenses é líder da segunda liga. Mais, é líder com uma confortável margem de 10 pontos em relação ao mais directo concorrente na luta pela subida. Acrescente-se que mantém-se em prova na Taça de Portugal onde prepara-se para disputar os quartos de final.

Contudo o meu entusiasmo é moderado. Em primeiro, porque recuso-me a festejar subidas de divisão. Pertenço a uma geração que viu o Belenenses, por exemplo, derrotar em casa o Barcelona e conquistar uma Taça de Portugal numa época onde nessa prova eliminou Porto, Sporting e Benfica. Por isso os triunfos nesta divisão são festejados e celebrados na bancada mas sem ponta de euforia. Que este não é o nosso lugar e as vitórias na Tapadinha não são o nosso campeonato.

Depois porque esta temporada ficará para sempre marcada pela decisão dos sócios em Assembleia Geral que aceitaram a venda da maioria do capital da SAD a um investidor externo. Assumidamente contra estas tendências do futebol moderno, onde os clubes vendem-se e compram-se como se fossem peças de um jogo de Monopoly, deixei o meu voto contra, infelizmente pouco acompanhado frente a uma maioria que aplaudia o cavalheiro Rui Pedro Soares como se de um Messias se tratasse. Em causa está uma forma de ver o meu clube e o futebol onde os emblemas e o respeito pelo seu património histórico têm importância. E esta moda dos senhores que gostam de brincar ao Football Manager da vida real ignora aqueles que há décadas acompanham o seu clube, vibram com as vitórias, sofrem com as derrotas.

Em causa não estão os contornos do negócio, tornado público apenas na véspera da dita Assembleia, numa manobra pouco transparente, mas uma questão de identidade e princípio. Que os tempos dizem para os clubes serem olhados como empresas mas se eu quisesse ver empresas a jogar à bola ia para as bancadas do Inatel ver o BESxCGD. Em última análise preferia ver o Belenenses nas Distritais, o cenário que foi acenado na Assembleia qual bicho-papão, do que ver o emblema que sigo a passar de mão em mão com motivações pouco claras e que podem exceder o campo meramente desportivo. Porque "matar" um clube nunca é tão fácil como parece. E o Farense, por exemplo, que já tinha sido enterrado com caixão fechado e missa rezada, está aí, pé ante pé, com uma massa adepta fiel, a subir degraus e das Distritais num abrir e fechar de olhos já chegou à II B.

Não se confunda esta forma de ver o futebol com possíveis críticas a uma época por sinal muito bem construída, suportada em jogadores na sua maioria nacionais e "descobertos" em divisões secundárias. Sem dúvida que o sucesso é evidente e que os "maestros" desta época devem ser aplaudidos. E que bom é ver de regresso uma franja de adeptos que andava adormecida e que perante as vitórias voltou a acordar. Mas que nunca se confunda isso com o objectivo assumido por Rui Pedro Soares de fazer deste emblema um "clube familiar", piscando o olho à estafada argumentação do "clube simpático" que muita gente gostaria de ver como o "segundo clube" de benfiquistas, portistas e sportinguistas. São estes os nossos rivais e nas bancadas existirá sempre quem faça questão de nunca o esquecer. Sabem bem estes triunfos, é bom voltar a abraçar os companheiros de bancada. E é bom ver cada vez mais mãos disponíveis para levantar aquela faixa: Rumo ao Nosso Lugar! Honra aos verdadeiros, pois aconteça o que acontecer, sei que naquelas bancadas existirá sempre alguém a resistir.

16.12.12

No amor como no futebol

Pior do que os jogos que não chegam a disputar-se por falta de condições, só mesmo aqueles que vão em frente mesmo com o relvado em mau estado. Como dizem os profissionais "prejudica o espectáculo e pode até colocar em risco a integridade física dos jogadores".

12.12.12

O Papa estreou-se hoje no Twitter em 7 línguas

Se o seguirem na versão alemã ele diz "se és português e estás a ler isto desliga e volta ao trabalho, mandrião"

9.12.12

Em escuta ali ao lado

and we can meet The Smiths at any time of our lives,
cause songs will help you every time


Amen.

8.12.12

6.12.12

2.12.12

Sabem com quem deve ser impossível rivalizar no engate?

Com o puto que foi capa do álbum dos Nirvana. Aposto que não se cala com aquilo. Ainda por cima pode fazer a piada "entretanto cresci".

23.11.12

22.11.12

Em escuta ali ao lado

Felizmente o sujeito responde pelo nome artístico de Chad Valley. Dizer que o que anda a rodar no meu mp3 é Hugo Manuel, o seu verdadeiro nome, é coisa que não dá estilo nenhum.

21.11.12

A vaca e o burro

Ele que se preocupe é com a selecção da Colômbia. Ah desculpem, enganei-me no Papa.

16.11.12

You go talk to your friends talk to my friends talk.....

A Taylor Swift conquistou vários prémios MTV. Mas acabou com todos eles nessa noite. Vai escrever uma letra sobre isso.

12.11.12

Merkel

O meu vizinho disse que hoje ia vestir-se de preto. Saiu de casa com um boné e o fato de treino do Chelsea.

Isto só vídeo

A Alemanha vai retaliar e o Marcelo vai deixar de receber as promoções do Lidl no correio.

9.11.12

"Não podemos comer bifes todos os dias"

Disse a Isabel Jonet. Ou duas raparigas de Albufeira enquanto se preparavam para sair à noite.

4.11.12

Belenenses

A proposta de compra da SAD pelo Rui Pedro Soares foi aprovada. Fiquei a saber o que deve ter sentido um adepto normal do Benfica quando o Vale e Azevedo ganhou as eleições.

3.11.12

Eu vi mas não agarrei

Existem actualmente tantos fãs dos Ornatos Violeta que começo a achar que nos anos 90 as pessoas esgotavam os concertos dos Silence 4 porque se enganavam a comprar o bilhete.

30.10.12

Em verdade vos digo

Perdi o entusiasmo com a linguagem sms no dia em que ela despediu-se de mim escrevendo "até logo, bj" e depois percebi que queria apenas dizer "beijinhos".

23.10.12

Handsome Devil

O momento em que pensamos que "estás muito giro hoje" é um elogio até que nos concentramos naquele "hoje".

17.10.12

Gostava de partilhar convosco o meu mais recente projecto de vida

Ser arrumador de engates em discotecas. Estar ali no meio da pista com o jornal enrolado na mão a dizer "chefe olhe esta aqui sozinha", "ali atrás estão duas, já lá vou ter consigo, chefe", "chegue-se mais perto, mais, mais, está bom". Pronto é isto. Gosto de contribuir positivamente para a sociedade.

15.10.12

Em verdade vos digo

Quem grita "25 de Abril Sempre, Fascismo Nunca Mais" não está a ver bem o andamento da coisa.

11.10.12



Juliette Binoche e Joanna Kulig com The Knife em fundo. "Elles", de Malgorzata Szumowska.

8.10.12

Driving Your Girlfriend Home

Aquele momento em que elogiamos uma amiga e ela desvaloriza respondendo "havias de ver-me ao acordar" e fica um silêncio durante uns minutos.

7.10.12

5 de Outubro

Disseram-me que existiu um problema com o Cavaco a içar a bandeira e nem quis escutar mais nada. Só a imagem mental é perturbadora.

28.9.12

Eu digo-vos qual é o problema com o "50 Shades Of Grey"

É que agora aquilo vai virar moda e depois um gajo para ser bué indie tem de dizer "atenção que muito antes do livro já eu tinha essas taras". E fica um silêncio à volta.

26.9.12

25.9.12

Nos telemóveis como no amor

Existem os que são de confiança, com uma bateria que dura uma semana, praticamente indestrutíveis e com um desempenho à prova de avarias. Mas depois chegaram os "inteligentes". Que bloqueiam com frequência, revelam problemas de compatibilidade e em que a bateria dura um dia. Mas dão um estilo do caraças.

19.9.12

No engate como no futebol devia existir conferência de imprensa

Qual Toni no Irão muitos não iriam conter os berros enquanto explicavam de forma detalhada os acontecimentos e perguntavam "e a culpa é minha, caralho, é minha?". Muito provavelmente apontariam o dedo aos que se riem da situação perguntando-lhes a idade e mandando-os ir dormir. Sem necessidade de tradutor.

17.9.12

Costa

O gps entrou na rotunda do Marquês e a voz disse "o que é esta merda"?

10.9.12

Em escuta ali ao lado

Em verdade vos digo, este blogue podia muito bem funcionar nos próximos tempos apenas com aquela música em repeat. E vocês desse lado a baterem o pezinho.

7.9.12

3 pontos



No desporto-rei, entenda-se o amor, não o futebol, muitas vezes o que começa como uma temporada de receios e incertezas transforma-se numa época de sucessos, com triunfos a repetirem-se e estrelas a brilhar no relvado. O problema é que existe sempre um prazo de validade que surge com as propostas de ordenados sedutores e ligas mais estimulantes. No dia em que existe o reencontro com a "casa mãe" são poucos os que são dignos dos aplausos da multidão. A maioria acaba remetida para assobios e gritos de "traidores". Não raras vezes, nas conversas entre os sócios, lamenta-se a escolha do jogador: "aqui ainda tinha tanto para ganhar".

6.9.12

O Ronaldo está triste

Se eu soubesse que ia encontrar outra vez o Nuno Luz num estágio da selecção também não ficava contente.

4.9.12

Em escuta ali ao lado

And your friends don’t understand that the world could end / and it would feel no worse than this / Every thought of the look in her eye / like a cold California sky / And no matter what you pray / It’s never gonna take the pain away / And even if she’d stay you know it’s wrong / And no matter what you pray / it’s never gonna take the pain away / Cuz even if she’d stay, you know she’s gone

Os garotos em escuta ali ao lado, além de terem criado um dos mais geniais nomes para uma banda desta década, acham que sabem muito sobre o amor. Porque, é o que dizem por aí, a adolescência é o tempo para sofrer todas as desilusões e frustações. Como se esta merda não fosse como um daqueles filmes de acção em que se nota logo no primeiro que vem aí sequela. Seja porque afinal há um irmão gémeo, mais malvado que o outro, seja porque na cena final, onde o mundo pensa estar a salvo, afinal a mão do vilão ainda mexe. E, já se sabe, na parte 2 a destruição é ainda maior. Não raras vezes saímos da sala a lamentar termos investido o nosso tempo naquilo. Afinal a história era apenas uma repetição da parte 1, com ligeiras mudanças no guião.

3.9.12

Aviso

Ando a mexer no design disto, como já devem ter reparado, e parece importante referir que a última vez que o fiz acabei a ter de criar uma página nova.

30.8.12

RTP (II)

Na festa The Sock Gap, Sábado, vou levar um cd de Buraka Som Sistema para utilizar a estratégia Relvas: "se não estiver a correr bem, avançamos com os angolanos".

RTP

A estação pública não mostrou interesse em adquirir os jogos da liga nacional de futebol porque em breve vai passar a transmitir o Girabola.

28.8.12

Lance Armstrong

Não importa vencer as mais duras etapas ou festejar as mais emocionantes vitórias. Um dia as conquistas são retiradas e acabam nos braços do "melhor segundo". Mesmo que esse "melhor segundo", como aconteceu por exemplo no caso "Ben Johnson vs Carl Lewis", seja afinal uma fraude em potência. E a páginas tantas este nem é um post sobre doping e desporto. Em verdade vos digo: uns cabrões, os "melhores segundos".

26.8.12

Yo!

Sou só eu a achar que aquele gato na montra das lojas chinesas está sempre a dançar hip-hop?

22.8.12

Facebook

Aquele momento em que nos confunde com um super-herói e pede para adicionar uma capa.

20.8.12

Em escuta ali ao lado

Um vídeo sobre pessoas a olharem umas para as outras que evolui para pessoas que falam umas com as outras. Acaba tudo em passos de dança. Um cenário tão bom como outro qualquer para o próximo dia 1 de Setembro, no Stranka.

15.8.12

1 de Setembro


Não há festa como esta. Pelo menos em Atalaia, Amora, Seixal na medida em que ela realiza-se em Lisboa. Seja pelos seis anos de blogue. Seja porque saltou as fronteiras do blogger e estendeu-se ao twitter e facebook. Seja apenas porque sim. No próximo dia 1 de Setembro o The Sock Gap vai sair à rua e a "comunidade" está convidada a aparecer. A música está por conta do DJ Chief Rodriguez, que concedeu a honra e o prazer de associar-se ao evento, tendo ainda a seu cargo a supervisão dos momentos, felizmente nem tantos quanto isso, em que eu próprio vou arriscar passar discos. Aliás, faz tempo que quero abraçar a carreira de DJ mas ela não tem interesse em abraçar-me. Chegou até a mudar de número de telemóvel e recentemente viu-me na rua e mudou de passeio fingindo ser outra carreira qualquer. Acho que era o 50 para Algés.

9.8.12

Em verdade vos digo

Cada vez que escuto "estão quase a acabar os Jogos Olímpicos" penso que é para sempre.

8.8.12

Em escuta ali ao lado

Vão treinando os passos de dança que circulam por aí uns rumores sobre uma festa The Sock Gap a realizar em breve. Não sei nada disso. Mas pelo sim pelo não, deixem o 1 de Setembro livre na agenda.

7.8.12

Bear

Quando li pela primeira vez a sinopse do Ted não sabia bem do que se tratava mas pensei: "o Malato é que é capaz de gostar disto".

6.8.12

Phelps

Vejo tanta gente a fazer pose no Cais Sodré que atravessar a "rua cor de rosa" pode ser considerado 200 metros estilos.

3.8.12

Vai estudar!

Se o Relvas passar pela Universidade de Verão do PSD ainda sai de lá com um mestrado.

31.7.12

No amor como nas Olimpíadas

Há mulheres tão complicadas que um gajo devia ser medalhado só por atingir os mínimos. Sem mais provas.

27.7.12

Em verdade vos digo

Tenho tanta dificuldade em arranjar companhia para sair à noite que faz todo o sentido a publicidade: "os jogos olímpicos no teu telemóvel".

26.7.12

Em escuta ali ao lado

O Morrissey é como aquele grande amor que depois de rejeitar dezenas de convites lá envia sms a dizer "combinado, jantamos sexta". Depois nessa mesma tarde, já nós com suores frios a contar minutos, comunica "afinal não vai dar, tenho uma festa, fica para a próxima". Ficamos vermelhos de raiva, gritamos um ou outro insulto, juramos que nunca mais havemos de ser apanhados naquelas figuras e num gesto pegamos no telemóvel: "e amanhã, podes?"

14.7.12

Alive

Está tão pouca gente na rua em Lisboa que devia existir publicidade: "Durante o festival não abandone o seu amigo"

11.7.12

Era aplicar a "lógica de Relvas" ao Amor

"A sua experiência sentimental permite-lhe saltar uma série de etapas, provas e chatices"

10.7.12

Em escuta ali ao lado

Adaptando um slogan de 2010 "não, não é por causa de Radiohead" que vou ao Optimus Alive. Irei aliás apenas em um dia. O primeiro. Tal como em 2010 também este ano o evento está esgotado. A fórmula repetiu-se e o método voltou a ser vencedor. Uma banda forte que arrasta uma legião significativa de fãs, não o nego, mas que tem também a "magia" de convencer os outros.

Aqueles que para não ficarem à margem do grupo dizem "ya ya Radiohead" por já terem de facto escutado uma ou outra coisa. Mas se depois alguém pedir um top 5 das melhores músicas engasgam-se logo no número dois.

O "segredo" para o sucesso do Alive passa muito por aqui. O conseguir que o evento, inicialmente destinado a ver e ouvir concertos, tenha sofrido uma transformação com o passar do tempo para um local onde estar na noite de sexta e sábado. Como se fosse uma extensão do Cais do Sodré ou o Bairro Alto.

É o "efeito de contágio" no que ao arrastar de multidões diz respeito e que se verifica sobretudo nos festivais urbanos. E as "regras do social" mandam esquecer a crise não vá um tipo ficar com a imagem de quem não curte festivais.

E depois há quem assista aos concertos a escutar o grupo do lado a falar sobre os planos para as férias. Há quem sorria com a piada que o vocalista acabou de fazer e ao lado estão a partir-se a rir com o não sei quantas a-contar-aquela-vez-em-que-apanhou-uma-bebedeira-na-Zambujeira-do-Mar. E já que falamos no tema e porque não beber agora mesmo mais uma, e depois outra, e mais outra que às 22h já estão caídos a um canto com meio festival ainda por acontecer.

Em relação a Radiohead, nunca fiquei muito impressionado com a coisa. Embora reconheça a qualidade. Para escutar em casa. A pensar na vida. Não que queira duvidar dos méritos da depressão colectiva, o "Karma Police" ao vivo é algo que não seduz, embora defenda que a Kleenex terá perdido aqui uma interessante estratégia de marketing.

A sexta-feira serve para ir até Algés matar saudades do Ian Brown que "encontrei" o ano passado no SBSR num concerto que teve contornos de tragédia. Serve para confirmar se a fama que coloca os Justice entre os melhores performers da actualidade é real.

E depois para as outras coisas. Como o que está em escuta ali ao lado e que no festival apresenta-se a umas insuspeitas seis horas da tarde, no palco secundário dos palcos secundários. Aeroplane, um dos DJ mais estimulantes da actualidade, e que conta no tema "Without Lies" com a colaboração de Sky Ferreira que o Google afirma ser luso-descendente.

Ver como é para contar como foi.

8.7.12

Citando

George: This is all too much. So what are you feeling? What's going on? Are you like a couple again now?
Jerry: Not exactly.
George: Not exactly. What does that mean?
Jerry: Well, we've tried to arrange a situation where we'll be able to do this once in a while and still be friends. (George laughs hysterically and stands out of his seat)
George: Where are you living? Are you here? Are you on this planet? It's impossible. It can't be done. (He sits back down) Thousands of years people have been trying to have their cake and eat it too. So all of a sudden the two of you are going to come along and do it. Where do you get the ego? No one can do it. It can't be done.
Jerry: I think we've worked out a system.
George: Oh, you know what you're like? You're like a pathetic gambler. You're one of those losers in Las Vegas who keeps thinking he's gonna come up with a way to win at blackjack.
Jerry: No, this is very advanced. We've designed at set of rules that we can maintain the friendship by advancing all of the relationship pitfalls.
George: Sure, all right. Tell me the rules.
Jerry: Okay. No calls the next day.
George: (To himself) So you're havin' the sex, next day you don't have to call. That's pretty good. (Back to Jerry) Go ahead.
Jerry: You ready for the second one?
George: I have to tell you, I'm pretty impressed with the first one.

Seinfeld, "The Deal"

3.7.12

De vez em quando tenho estas ideias mas isto depois passa

Na Áustria deve ser divertido um gajo abrir um estabelecimento comercial e colocar a indicação "Sala na Cave". Contratar uma empregada jovem que sofra daqueles tiques nos olhos em que nunca se sabe se está a querer chamar a atenção para algo ou é apenas uma perturbação nervosa. A carrinha da empresa deverá ser uma Ford Transit branca. Depois é só esperar para ver quantas pessoas chamam a polícia.

27.6.12

Selecção

Relvas foi ao hotel avisar que em caso de derrota divulga detalhes da vida íntima do puto da carta.

26.6.12

Tenho andado com uns problemas com a vizinhança e decidi fazer algo pela minha imagem



Assim informa-se que a partir de hoje este blogue reforça a sua presença virtual. Depois do Twitter pode ser consultado também no Facebook através desta ligação. Ou se não resultar é pesquisar por The Sock Gap (Blogue). Fazer "gosto" nesta página torna os homens mais atraentes ao olhar feminino. No caso das senhoras está para sair um estudo que revela que graças à presença de um complexo vitamínico ser fã rejuvenesce a pele em dez anos. Ou então sou apenas eu que ando com tempo a mais. De qualquer forma não vos ficava mal gostarem disto.

21.6.12

Lembrei-me de partilhar isto convosco

Se uma miúda vos enviar uma sms a perguntar "Marquês?" não comecem a falar de chicotes, máscaras e palavras chave. É que na volta ela está apenas a convidar-vos para os festejos da selecção e nem se interessa muito por literatura. Acaba por gerar-se ali uma situação embaraçosa. Vejam lá isso.

19.6.12

Em escuta ali ao lado

Em "Cosmopolis", um filme fraco de um realizador forte, há uma frase: "o talento é mais erótico quando é desperdiçado". No "diálogo" que o Morrissey canta em "I Know It´s Over" alguém atira: "If you're so funny, then why are you on your own tonight"?

A crueldade é tão mais interessante quando surge disfarçada de elogio.

13.6.12

Santos

É possível descrever sociologicamente a noite de Santo António em Lisboa numa perspectiva de geo-referenciação. E pronto, podia acabar por aqui o post. Já utilizei palavras de quem percebe muito do assunto. E vocês ficavam desse lado a pensar que aquela frase queria dizer tudo e eu escusava de avançar com a explicação. Mas vou arriscar.

Os alfacinhas, genuinamente alfacinhas, aqueles que residem de facto em bairros de Lisboa, há muito que deixaram de olhar para esta noite como a oportunidade do festão do ano. Organizam-se de outras formas. Alguns preferem antes piscar o olho às oportunidades de negócio. Outros descem as escadas do prédio, andam uns minutos e circulam nos bairros do costume a ver se encontram o pessoal do costume. Bebem uma imperial, põem a conversa em dia. Vão perguntando se já se sabe quem ganhou as marchas. Ainda não, bebe-se mais uma e retoma-se a conversa.

E depois há os outros. Os que vêm dos subúrbios de Lisboa e aterram nesta noite como quem olha uma cidade pela primeira vez. Vão perguntando, enquanto estão na Graça, se o Alto de São João fica muito longe. Ou explicam aos berros ao telefone que estão "junto ao São Jorge" referindo-se ao Castelo e não ao cinema. E que miradouro é este perguntam. É Santa Luzia, respondo. E voltam ao telefone para dizer "pá ao pé do São Luzia". Passam na Sé e dizem que estão "junto à igreja".

Recentemente, a moda entre os suburbanos é o bairro da Bica. Não é difícil a explicação. É o que conhecem de Lisboa. O eixo Bica/Bairro Alto que o resto é ponto de passagem casa-trabalho. Ficam ali a noite toda. Parados no mesmo sítio. De vez em quando tentam vestir a pele de alfacinhas e gritam "yé yé yé a Bica é que é" não fazendo ideia o que representa para quem está no marcha o seu sentimento bairrista e aquele grito em particular. Que enquanto para alguns as marchas são colocar a mão na anca e descer uma avenida para outros são uma convicção profunda. Com meses de preparação. E ansiedade e coração aos pulos.

Ao fim da noite pegam nos seus carros - de que outra forma chegariam à cidade? - estacionados de forma caótica onde calha. Voltam para o Cacém ou o Barreiro bêbedos que nem um cacho. A pensar que gira era aquela com quem dancei o pai da criança. É a recordação que levam de Lisboa. Naquela noite de Santo António. Quinta-feira é dia de trabalho. 09h-18h em Lisboa e ufa que já está na hora de voltar para o IC19. A ver se hoje apanho menos trânsito.

7.6.12

Ambição

Abrir um estabelecimento chamado "Casa dos Caracóis". Depois andar pela cidade a distribuir flyers anunciando "caracóis a 5 euros". Chegavam lá e era um cabeleireiro.

27.5.12

10

Perguntei-lhe o que fazia e ela respondeu criativa. "Então já temos algo em comum", afirmei. Perguntou se eu trabalhava em alguma agência publicitária. Respondi que não. "Mas quando jogo à bola com os amigos costumo ser número 10".

25.5.12

23.5.12

Em escuta ali ao lado

From this perspective, from this position
I have a good grip on both of them
Because I have stayed home
And have learned a little more about my neighbourhood
Which is important
You know, there's a lot of good places to eat

21.5.12

Jamor

Para os clubes com ambições modestas o importante é "chegar ao Jamor". Estar ali, fazer parte da festa. O favoritismo e o mediatismo estão do outro lado. Daqueles para quem o importante, mais do que a presença, é "levantar o troféu". Os olhos estão todos nos "grandes" e durante a semana a imprensa dá notícias como "em caso de vitória festa será em Alvalade". Como se do outro lado não existisse o direito a festejos. Ou a sonhar com eles. E depois a bola rola e o jogo começa. E por vezes há momentos de inspiração. Um contra-ataque bem sucedido. Um lance de bola parada. E contra todas as expectativas o mais improvável dá por si com o troféu nos braços. Logo ali esquece os tempos de "seca" e sobe-lhe a ambição à cabeça: "agora é vencer nas competições europeias". A magia da Taça de Portugal é não se tratar de uma competição longa e desgastante onde é premiada a regularidade. São eliminatórias disputadas ao género "perde-sai". E nessas partidas, onde tudo se joga em 90 minutos, o excesso de confiança pode ser aniquilado e a surpresa tomar lugar numa expressão que se designa por "acontecer Taça". E a páginas tantas isto nem é um post sobre futebol.

15.5.12

9.5.12

Em escuta ali ao lado

No Twitter aqui da casa classifiquei Sensible Soccers como o mais genial nome para uma banda da última década. Os cavalheiros tiveram a gentileza de responder e a modéstia de rejeitar o título. Vêm de Coimbra e o EP está à disposição para download. Ali no gira-discos toca "Fernanda".

Errata: Por lapso foi indicada Coimbra como sendo a origem deste projecto. É esquecer isso.

7.5.12

Feira do Livro

Um dia ainda vou escutar no meio da lista de sessões de autógrafos: "na banca dos CTT um administrador assina rescisões de contratos".

2.5.12

Emprego

Aquele momento em que o informático liga para a nossa extensão e parece querer dar conselhos sobre a vida sentimental: "sai do sistema e volta a entrar".

25.4.12

Em escuta ali ao lado

".....sim?! pois, quer dizer... bem... ah... sim sim... não, nem tanto! epa, tu percebes pá, isto pá. quer dizer pá enfim pá bom bom tá bem epá é tu uma questão de coerência... coerência! pronto pronto então então? epá pera aí pá! pera aí pá pera aí homem epá, não pá"

24.4.12

O amor é como receber amigos em casa para jantar

É muito bom enquanto dura mas quando acaba perguntamo-nos "e agora quem vai limpar a merda toda que ficou"?

16.4.12

Portugal está a chamar

Pelo sim pelo não vou meter o telemóvel no silêncio. Não estou para o aturar.

13.4.12

Tua

É aquele anúncio da EDP mas com um puto a queixar-se que o pai do espanhol tirou-lhe a linha do comboio.

12.4.12

6 anos

Ao comemorar recentemente seis anos decidi dar ao blogue um toque de modernidade e criar uma página no hi5. Mas depois disseram-me que talvez fosse melhor o Twitter. Assim sendo quem quiser pode também acompanhar isto naquela mariquice dos 140 caracteres, numa dinâmica que em alguns momentos pode andar ao ritmo "worst of 2006-2012". Se preferirem continuar apenas por aqui deixem-se estar que estão bem. O link vai ali para o lado.

3.4.12

Balconing

Lloret Del Mar por altura das viagens de finalistas parece um episódio do Nunca Digas Banzai.

29.3.12

O jogador Janko afirmou que "no Norte trabalha-se e em Lisboa gasta-se o dinheiro"

Ainda há dias discutiu exactamente esse assunto com o seu vizinho de 10 anos que tomava o café da manhã já atrasado para entrar ao serviço na fábrica de sapatos.

24.3.12



And as for you in your uniform
your smelly uniform
And so you think you can be rude to me
Because you wear a uniform
a smelly uniform
And so you think you can be rude to me
But even I, as sick as I am, I would never be you
Even I, as sick as I am, I would never be you
Even I, sick and depraved, a traveller to the grave
I would never be you, I would never be you


Morrissey - "How Could Anybody Possibly Know How I Feel"

23.3.12

O novo júri do Ídolos é o Tony Carreira e o Pedro Abrunhosa

É como se um gajo fosse prestar provas a um clube de futebol e fosse avaliado pelo Paulo Madeira e o Luís Campos.

15.3.12

14.3.12

Bela Vista

A Roberta Medina afirmou que a organização do Rock in Rio não escolhe os artistas, encomenda estudos de mercado e depois obedece aos resultados. Por mim punham a GFK a fazer aquilo.

8.3.12

5.3.12

23.2.12

A publicidade do Continente diz que dezenas de pessoas trabalham madrugada dentro para a loja abrir às 09h00



Acho particularmente querido que estejam lá crianças. É isso Belmiro, pô-los a trabalhar para saberem o que custa a vida. Cambada de mimados.

22.2.12

Citando

aproveitem o dia, para voltar a ter uma celebração parva vamos ter de esperar até 13 de Maio

João Quadros.

13.2.12

Bodyguard

Mais alguém achava que a Whitney Houston já tinha morrido, ou sou só eu?

9.2.12

Relvas

O governo está para a RDP como as claques de futebol para o estádio do rival: "e esta merda é toda nossa olé olé"

2.2.12

13.1.12

Citando

Quaresma andava com 8mil euros à meia-noite na zona J: é como se a mulher do Paco lhe deitasse a língua de fora em dia de caça às rolas

João Quadros, aqui.

10.1.12