20.3.09

Leituras

Fascículos de besugo: 1, 2, 3 e 4.

Foi censurado um anúncio da Antena 1 por, alegadamente, ser "um ataque ao sindicalismo"

Trata-se deste aqui. Aceito a polémica em torno da questão. Mas sugeria à Antena 1, assim em jeito de retaliação, que bloqueasse o acesso aos fóruns da manhã a gente que se identifica como funcionário público e que pretende comentar o sorteio da Liga dos Campeões, como aconteceu hoje com três ouvintes seguidos. Poderá ser invocado o princípio do "vai mas é trabalhar".

Há quatro anos o Jorge Coelho afirmou "quem se meter com o PS leva"

A julgar pelas "campanhas negras" já deu para perceber que pelos vistos ninguém o leva a sério. Não terá grande sucesso numa carreira de gangster.

12.3.09

"Think we're gonna have intercourse tonight?"



Everything You Always Wanted to Know About Sex (But Were Afraid to Ask) - "What Happens During Ejaculation?"

10.3.09

O maravilhoso mundo do futebol português



Parece que a liga portuguesa, sempre disposta a inovar, decidiu que a próxima época deveria incluir alguma batota como forma de ajudar, coitados, os já de si pouco beneficiados "três grandes". Assim, surge a proposta de impedir a realização de derbys nas quatro primeiras jornadas ou clássicos em jornadas consecutivas. O que basicamente introduz um dado novo ao conceito de sorteio. Supostamente um sorteio seria uma questão de sorte ou azar. Agora a liga decide alterar isso para instituir que alguns clubes não podem ter um calendário difícil no arranque da época. Os outros, que provavelmente até gostariam de começar o campeonato pelos jogos mais acessíveis, como forma de cimentar um plantel em construção e dar tempo aos reforços para se ambientarem, podem jogar com os chamados "grandes" logo no arranque que à liga isso pouco importa. É uma intromissão clara nas regras do jogo e uma alteração muito séria aquilo que deveria ser o princípio base da competição: Condições iguais para todos e no fim que ganhe o melhor. Mas há mais. Concentremo-nos, por exemplo, no entendimento (vale sempre a pena recordar que foi esta liga que decidiu dar uma interpretação muito própria à expressão goal-average) daquilo que são derbys ou clássicos. É que a julgar por aquilo a que sempre foram associadas as citadas expressões, então vou chegar à conclusão que o Belenenses não pode defrontar o Sporting e Benfica nas quatro primeiras jornadas e não pode realizar-se, por exemplo, um Belenenses – Académica seguido de um Belenenses – Porto. Pois no primeiro caso tratam-se de jogos entre clubes da mesma cidade e com uma rivalidade associada (derbys) e no segundo estão em causa clássicos do futebol português. Obviamente que não é isto que a liga tem em mente. O que é proposto é que os "três grandes" não possam defrontar-se nas quatro jornadas iniciais nem em jornadas consecutivas. Existe ainda outro aspecto particularmente curioso. Há mais uma medida que defende "intercalar de jogos em algumas regiões para evitar congestionamento". Assim a liga defende que em Lisboa quando o Benfica joga em casa o Sporting tem necessariamente de jogar fora. E vice-versa. Mas não existe mais nenhum clube em Lisboa? Ou o Belenenses já baixou de divisão apesar de ainda faltarem nove jornadas? O mais curioso no meio disto tudo é não se terem escutado imediatamente vozes discordantes dos restantes clubes que não os "três". Espero que isso chegue na altura da votação em assembleia. A menos que achem piada ao papel de palhaços no circo que é o futebol cá do burgo. Ontem, num programa de rádio, escutei um expert do futebol aplaudir as iniciativas, adiantando que deveria reduzir-se o número de clubes para – vou citar – "tornar o futebol português mais competitivo", adiantando como exemplo o campeonato escocês no qual apenas competem doze emblemas na liga principal. Ora tendo em conta que na Escócia ora ganha o Celtic, ora ganha o Rangers, onde é que está a puta da competitividade nesse campeonato, caralho? A sério, eu qualquer dia passo-me.

Twitter

Com os cumprimentos de Jon Stewart e companhia.

(Via Bomba Inteligente).

9.3.09

Há quem acuse o Governo de facilitismo no que respeita à Educação

Um dos exemplos mais referidos é o Curso de Jogador de Futebol, promovido pelo IEFP, que confere equivalência ao 9º ano. Não concordo com as críticas. Sobretudo se tivermos em conta que acabei de escutar no Domingo Desportivo que determinada equipa "joga num losango hermético".